Alta-costura: trabalho manual, minucias e moda

info@imaxtree.com

Elie Saab (Fonte: WGSN)

A alta-costura, alta moda ou haute couture, que são os nomes pela qual é conhecida esta parte emocionante da moda. É uma das minhas maiores paixões dentro do universo da moda, principalmente por ser a parte responsável por trazer glamour, mistério e transformar sonhos e imaginação em peças deslumbrantes, icônicas, únicas, curiosas.

info@imaxtree.com

Elie Saab (Fonte: WGSN)

Se há uma palavra que possa definir a alta costura é exclusividade. Todas as peças são singulares, trabalhadas manualmente, montadas como joias, com os melhores materiais e com as mãos mais habilidosas e principalmente, em Paris.

Pois é, não existe alta costura fora daquela cidade maravilhosa e que inspira os apaixonados pelo universo fashion. A não ser que a sua marca seja uma das convidadas aceitas pela École de la Chambre Syndicale de la Couture. Ainda sim, há algumas regras que a maison deve seguir, como ter uma equipe especializada em trabalhos manuais e que deve trabalhar o ano todo, não apenas nas datas próximas aos desfiles. Também é obrigação da maison apresentar, no mínimo, duas coleções ao ano com 35 looks. Além de tudo isso ainda é necessário que a maison esteja localizada em Paris, então, desta maneira não há alta costura no Brasil. O que temos aqui são pessoas e marcas que trabalham com técnicas manuais, mas não é alta costura, viu?

large_cha_pf18_018

Chanel (Fonte: WGSN)

Às vezes me perguntam por que fazem desfiles com umas peças tão diferentes e que não são usadas no dia a dia. E a alta costura é a responsável por estes desfiles, que são a inspiração para outras marcas e designers do mundo todo, ou seja, aquelas peças não são feitas para serem utilizadas mesmo (a não ser os vestidos e algumas outras peças que vão para tapetes vermelhos, premiações e colecionadores).

Mas ai, surge um pergunta: como a alta costura sobrevive? Como funciona um mercado tão caro se eles não vendem a maioria das suas peças? Simples, passaram a “vender” as marcas em outros produtos como bolsas, sapatos, joias, maquiagens e parcerias pelo mundo. Além disso há alguns consumidores da alta costura no mundo (cerca de 4 mil pessoas consomem alta costura), então é a partir disso que se sustentam aquelas marcas icônicas como Chanel, Dior, Valentino e várias outras. Vale lembrar que a “lista” de maisons da alta costura muda todo o ano, ou seja, uma marca já pode ter sido considerada alta costura e hoje não é mais e vice versa.

info@imaxtree.com

Christian Dior (Fonte: WGSN)

Espero que vocês tenham curtido um pouquinho do assunto assim como eu! Tem alguma dúvida sobre o universo da moda? Manda pra mim! Um beijo e até a próxima!

 

Jads L. Brognara

Referências

BLACKMAN, Cally. 100 anos de moda: a história da indumentária e do estilo no século XX, dos grandes nomes da alta-costura ao prét-à-porter. São Paulo (SP): Publifolha, 2012. 399 p. ISBN 9788579143601.

Fédération de la Haute Couture et de la Mode – Disponível em: <https://fhcm.paris/en/the-federation/&gt;.

via Fashion

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.