Valentino e suas flores

Olá pessoas, hoje resolvi compartilhar com vocês (e vou trazer nas próximas semanas!), algumas imagens dos desfiles de alta-costura (ou não) que aconteceram nos últimos dias. Apenas relembrando que alta-costura são apenas algumas marcas que são registradas e reconhecidas pela “École de la Chambre Syndicale de La Couture Parisienne”, e que seguem algumas regras básicas como lançar (no mínimo), duas coleções por ano, onde 75% desta produção deve ser manual e acontecer em um atelier, com uma mão de obra especializada e trabalhar com materiais únicos, exclusivos e personalizados. Com poucas exceções como os libaneses Elie Saab (um dos meus designers favoritos no mundo), e Zuhair Murad (também maravilhoso), que são convidados e tem suas bases em sua terra natal, todos devem ter a sua base no país francês, mais precisamente em Paris, a parte isto nenhuma marca pode ser considerada alta-costura, alta moda, haute couture outra a nomenclatura traduzida para qualquer outra língua.

Bom, após uma mini aula sobre alta-costura, vamos ao desfile de Valentino que foi esplendoroso, cheio de informação e cores maravilhosas. Com muitas referências florais (maxi-florais, diga-se de passagem), seja nas estampas ou nas modelagens, as peças são expressivas, extravagantes e divertidas, além do toque de sensualidade em alguns pontos bem estratégicos.

Cores maravilhosas como tons diferentes de roxo/lilás, laranjas em diversos tons, ora mais avermelhados, ora mais amarelados. Mesclagens lindas de azuis, verdes, vermelhos e rosas suaves. Houve momentos em que me pareceram referências de corais marinhos, lembrando algas em movimento, ou grandes jardins com flores das mais diversas espécies e cores, muitas cores.

Além disso volume, babados, franjas em materiais robustos, quase como barbicachos. Os materiais também eram ricos em detalhes e misturas como o veludo molhado com um tipo de tafetá, aliás, atenção ao tafetá que logo, logo deve voltar por ai. Tecidos com brilhos peculiares que lembram um cetim mais estruturado ou seda, peças ricas e requintadas. E para complementar laços, laços grandes ou pequenos, em detalhes ou como elemento principal da peça, o importante é ter um laço para chamar de seu! E outra coisa que é incrível, as marcas estão – FINALMENTE – incluindo cada vez mais, ainda que vagarosamente, estereótipos diferentes em seus castings. Como neste desfile de Valentino onde eles trouxeram a modelo Lauren Hutton, que hoje está com 75 anos. Esperamos que isso passe a se tornar comum e aparecer cada vez mais outras etnias, outros biotipos, apenas mais, mais e mais. Ufa, bastante informação né? Espero que vocês curtam e logo, logo trago mais imagens de grandes desfiles para vocês! Um beijo e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.