A menina da montanha

Olá, olá gente linda! Antes de embarcarmos em mais um ciclo sobre a moda de inverno (e estou esperando por isso!), vou trazer para vocês algumas informações, numa espécie de ficha literária, sobre alguns dos livros que li nos últimos meses, principalmente nas minhas férias! E para começar, vamos com ‘A menina da montanha’.

Dados de Identificação

Título do livro: A menina da montanha
Nome da autora: Tara Westover
Tradutora: Angela Lobo de Andrade
Editora: Rocco, edição 1
Assunto: uma trajetória de vida
Ano de publicação: 2018

Dados Gerais do livro

Qual o tema central do livro? A trajetória de vida de Tara Westover.
Quais as partes do livro? O livro é composto por recortes de memória de Tara, onde é complementado com relatos de alguns dos irmãos da qual ainda mantém contato.
Como a autora desenvolve o tema? Tara vai desenvolvendo a sua história a partir das primeiras e mais marcantes memórias de sua infância, que em sua visão era apenas mais um relato de uma infância normal, sem qualquer comparativo a outras crianças, afinal de contas a sua família já vivia em isolamento quando ela nasceu. A partir de seu crescimento e desenvolvimento ela vai relatando outros fatos que ocorreram junto com seus pais e irmãos, até chegar na sua fase adulta, onde quase não mantém mais contato com seus familiares.

Uma breve apresentação

Um livro que, com certeza, me deixou muito aflita. Em diversos momentos quis largar o livro e custava em acreditar que tais coisas realmente ocorriam, ainda mais em anos tão recentes. Pois este poderia ser um relato de memórias de uma menina mulher do século passado, mas não é. Uma infância muito sofrida, dolorosa e ignorante. Algo inimaginável para mim, uma pessoa tão cheia de privilégios e com uma família incrível, talvez por isso tenha sido uma leitura difícil.

Criada em um ambiente composto por uma mãe muito submissa, um pai cruel e lapidado por uma mente doente e irmãos com perfis bastante diversos, desde uma cópia do pai até um irmão muito tímido e esperançoso de fugir daquela vida.

Dados pontuais do livro

Fatos marcantes: acho que o momento mais difícil para eu ler foi o acidente com queimaduras muito graves de um dos irmãos, não vou falar mais nada, sem muitos spoilers, não é mesmo?

Outro momento muito impactante foi quando ela descobre o que foi o holocausto, imaginem só? Descobriu isso em uma aula, na faculdade!

E um terceiro momento, para fechar, fico muito intrigada e até indignada com o fato de ela continuar buscando a aprovação dos pais e fico ainda mais chateada com o fato de a mãe não a apoiar, ainda mais depois de tudo o que ambas passam, isso foi quase demais para mim. Principalmente por sido baseado em sua vida.

Avaliação Geral

De maneira geral, só posso dizer: LEIAM. É difícil de ler, mas num sentido de tocar demais, sabe? Pois eu o li muito rapidamente, em menos de dois dias. Queria ter lido mais devagar, para absorver melhor todas as informações, mas não conseguia me desconectar. Quero voltar a lê-lo, mais para frente e poder acompanhar com mais calma a história incrível desta mulher, Tara Westover.

Só posso esperar que vocês me deem um feedback sobre! No mais, um beijo e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.