Home office e pijamas?

Freepik

Olá, olá gente linda! Espero que estejam todos bem! Eu havia programado uma sequência de publicações, toda organizada e bonitinha e aí o que acontece? Tudo muda, pois assim é a vida. E aí estou reprogramando algumas publicações considerando o cenário atual! E vamos falar um pouco de looks de home office (termo que está sendo muito utilizado por aí, viram?), nada mais é do que trabalhar de casa! Eu sei que essa não é a realidade da maioria das pessoas, por outro lado é a possibilidade de várias outras continuarem trabalhando, como a minha, por isso resolvi trazer algumas experiências por aqui hoje!

Freepik

Primeira regra: não há regras. Vi muitas pessoas compartilhando que o ideal é você não ficar de pijama e se arrumar toda, como se estivesse indo ao trabalho também vi o contrário, dizendo que está tudo ótimo você não se arrumar também. E eu acredito que há essas possibilidades e muito mais. Em um momento que se pede reclusão e cuidado, se você tiver que se preocupar com mais isso a sanidade mental vai sair chutando o balde, já, já.

O que eu posso dizer é: nos primeiros dias eu era a moça de pijama, cabelo arrepiado e descalça, nos dias seguintes eu me vestia melhor da cintura pra cima, ainda mais com as vídeos chamadas do trabalho (até uma make leve aconteceu! Mas protetor sempre, ok pessoas?!). E hoje, no momento que escrevo, estou toda vestida de “look de trabalho”. Há dias em que eu quero me arrumar mais, tirar um pouco essa cara de confinamento e até rola uma produção, porém há dias em que eu só quero ficar de pijama, um pote de pipoca e trabalhar maravilhosamente bem assim.

Freepik

O essencial neste momento é mantermos tudo em ordem com a gente mesmo, para que possamos voltar o quanto antes, com a saúde física e mental estruturadas ou o mais saudáveis possível! E eu nem tenho filhos, fico imaginando (e vendo!), amigos e colegas que estão com o trabalho dobrado ou triplicado em casa, ou seja, home office não é simplesmente trabalhar de casa com mordomias, como muitos imaginam, mas é uma possibilidade para algumas áreas, mas que dá tanto trabalho (até mais, as vezes), quanto se você estivesse lá no escritório ou na sala de aula, que é o meu caso.

No mais, espero que possamos voltar a normalidade o quanto antes, que as crianças possam voltar a escola, que eu possa voltar e ver os meus alunos incríveis, que as pessoas possam voltar a trabalhar, que os idosos possam voltar a se encontrar e que a vida possa ressurgir. Eu sou a pessoa esperançosa e que acredita, acima de tudo, que a vida sempre vença. Lavem as mãos, evitem aglomerações e protejam, uns aos outros! Beijos de luz e até a próxima!

Jads L. Brognara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.